ARQUIVO DE ARTIGOS

Lìngua: PORTUGUÊS

Empreendedorismo Social e Economia de Comunhão

Capacitar, inspirar e conectar, disseminando a cultura empreendedora na sociedade.

publicado em anpecom.com.br

141126 SaoPaulo 2Como parte da Semana Global do Empreendedorismo no Brasil, se realizou no dia 26 de novembro das 20 às 22h o evento "Empreendedorismo Social e Economia de Comunhão". O evento, que combinou mini-palestras e bate-papo, contou com a organização da Associação Nacional por uma Economia de Comunhão (Anpecom) reuniu moradores da localidade e adjacências, sobretudo adolescentes e jovens, além de um casal e duas colaboradoras, os quais já iniciaram seu pequeno negócio de congelados, também outras quatro pessoas responsáveis por atividades econômicas de inclusão e geração de renda. No total eram 25 participantes.

A partir das perguntas: O que significa empreender? O que é um empreendedor? O doutorando em Administração da FEA-USP, Joelson Alves do Nascimento interagiu com os participantes, apresentando slides sobre o assunto e ao mesmo tempo, destacando frases ditas pelo grupo: criar algo novo, ter mente aberta, ser perseverante, ter resiliência, ser aberto a novidades, entre outras ideias que foram surgindo.141126 Semana Global de Empreendedorismo

 O palestrante explicou o significado da Semana Global do Empreendedorismo quando se realizam as mais diversas atividades reunindo grupo de pessoas e empresas (empreendedores). A proposta da semana é capacitar, inspirar e conectar, disseminando a cultura empreendedora na sociedade, a fim de melhorar a qualidade de vida e renda na sociedade e, em particular, nas comunidades de baixa renda, visando à inclusão dessas pessoas na sociedade.

Em seguida, mostrou-se a relação entre Empreendedorismo Social e Economia de Comunhão na Liberdade. O tema foi apresentado pela Pós-Doutoranda em Administração da PUC-SP, Regina Maria da Luz Vieira, contextualizando o surgimento da EdC, em 1991, e apresentando dados referentes a empresas, aos polos no Brasil, na América e na Europa, bem como as diversas atividades desenvolvidas nos dias atuais.

Ela lembrou que a EdC foi a resposta que muitos brasileiros esperavam. Empresários, estudantes, trabalhadores, pesquisadores, pessoas que passam por dificuldades materiais e tantas outras, assumiram a Economia de Comunhão como um estilo de vida que se expande pouco a pouco.

141126 SaoPaulo 1"Como posso viver a Economia de Comunhão hoje, uma vez que ainda não estou na Faculdade e não sou empresária?" Esta questão foi levantada por uma adolescente de 16 anos e deu oportunidade para destacar-se o que significa a Comunhão na Liberdade e exemplificar com a vivência das crianças do Movimento dos Focolares (Gen4) que dividem sua mesada em três partes, destinando uma delas para a EdC, em particular a formação de homens novos.

O casal de empreendedores destacou o fato de ser empreendedor da própria vida. "Gostei disso, pois nunca havia imaginado este aspecto e entendi que o empreendedor é aquele capaz de cair, levantar e seguir em frente aprendendo com os próprios erros e tropeços".

Para encerrar a noite, dois jovens participantes do evento, Renata e Marcelo, cantaram duas músicas da MPB que compuseram, compartilhando assim seus talentos com os que ali se encontravam.

Image

ARQUIVO DE ARTIGOS

Lìngua: PORTUGUÊS

LIVROS, ARTIGOS & MEIOS

Lìngua: PORTUGUÊS

Filtrar por Categorias

© 2008 - 2022 Economia di Comunione (EdC) - Movimento dei Focolari
creative commons Questo/a opera è pubblicato sotto una Licenza Creative Commons . Progetto grafico: Marco Riccardi - edc@marcoriccardi.it